rb bertomeu, S.L.

 Pol. Ind. Fondo de Llitera, Par. 82-83

E-22520 Fraga, Huesca (España) 

Tel. +34 974 47 48 04

+34 630 43 08 43
www.bertomeu.es

bertomeu@bertomeu.es

 

 

 

BOLETIM TÉCNICO

nº 28   

MELHORIAS NOTÁVEIS NO APROVEITAMENTO DO "MARPOL"
COMO COMBUSTÍVEL EM MOTORES E CALDEIRAS

Os resíduos MARPOL são compostos pelas lamas de fuelóleo, lamas de óleo, óleos queimados, derrames de fuelóleo e gasóleo , águas de lavagem de depuradoras, resíduos de limpeza de tanques e porões, conteúdo do tanque dos porões e tanque de lamas, entre outros, que se vão formando nos navios durante as travessias. Estes resíduos são entregues às empresas autorizadas na gestão e tratamento de resíduos, ao aportar, para a sua valorização.

Referidas empresas autorizadas também gerem e tratam outros hidrocarbonetos procedentes de outras empresas industriais, como óleos lubrificantes de todo tipo, fuelóleo e gasóleo adulterado, gasolinas e seus derivados, e outro tipo de produtos inflamáveis que se misturam com o resíduo de MARPOL.

Alguns resíduos caracterizam-se por conter mais de 50% de água que deve ser separada por diversos sistemas de decantação e centrifugação, para que, posteriormente o resíduo MARPOL possa ser usado como combustível (misturado ou não com fuelóleo procedente de refinaria), em motores Diesel ou em caldeiras, fornos, etc.

Um dos principais problemas que apresenta a sua utilização em motores Diesel ou em caldeiras, é a abundante presença de resíduos sólidos nos gases de combustão gerados. Estes resíduos procedem, basicamente, das lamas de fuelóleo e das lamas de óleo dos motores. Assim, o combustível MARPOL costuma conter, comparando-o com o fuelóleo,elevadas quantidades de Cálcio (1.000 - 2.000 ppm , contra 5-10 ppm no fuelóleo de refinaria), de Ferro (100 - 250 ppm, contra 10 ppm máx. no fuelóleo), de Cinzas (0,4 - 0,7% , contra 0,1% máx. no fuelóleo), pelo que estes componentes produzem uma incrustação de resíduos anormalmente elevada no circuito de gases gerados pela combustão (turbocompressores, permutadores, economizadores, etc.) e também nas câmaras de combustão dos cilindros dos motores. Na prática, esta circunstância provoca numerosas paragens de limpeza, um baixo Factor de Serviço dos equipamentos e um não determinado aumento da despesa em manutenção.

Realizaram-se ensaios de aditivação durante vários meses (mais de um ano) com aditivos "rb bertomeu", numa instalação com motores Diesel que utiliza como combustível Fuelóleo valorizado procedente de resíduos MARPOL, para tratar de reduzir, por um lado, as elevadas e anómalas incrustações de resíduos que se formam, especialmente na parte de gases dos turbocompressores e câmaras de combustão dos cilindros, o que obriga a contínuas limpezas e revisões e, por outro lado, reduzir também as frequentes e complicadas limpezas das separadoras de combustível e filtros de fuelóleo. O aditivo utilizado foi o tipo "rb bertomeu" beco F1/ASFe os resultados conseguidos, que nos foram comunicados pela empresa PORT ECOREL , Central consumidora de MARPOL , após vários meses de funcionamento, são:

-Redução da frequência de limpeza dos turbocompressores: reduziu-se a frequência de limpeza do turbo, pelo método de injecção de água, de 5 vezes por semana para 3 vezes por semana (Redução de 40%) e, além disso, as limpezas são mais efectivas já que o resíduo incrustado desprende-se com mais facilidade. Por isso, também se reduziu o tempo dispendido na limpeza.

-Redução do tempo de limpeza necessário das Separadoras de fuelóleo: Notou-se muito a melhoria na frequência e no tempo que se despende na difícil limpeza das separadoras de fuelóleo. A frequência de limpeza era cerca de umavez cada 10 dias, passando agora a uma vez cada 30 dias (se triplica o TBO de limpeza). O tempo que agora se despende para limpar a separadora é menor, e a operação de limpeza realiza-se mais facilmente, com muito menos esforço.Isto supôs uma notável redução do custo de manutenção, tanto em peças sobresselentes da separadora como em horas de trabalho dispendidas.

-Redução do tempo de trabalho dispendido na manutenção de culatras: Verifica-se uma redução do tempo que se demora no reacondicionamento dos injectores, sobretudo na limpeza das incrustações destes e da camisa onde estão alojados, assim como também se melhorou a limpeza da culatra.

-Aumento da vida dos bicos dos injectores: Verifica-se um aumento importante da vida dos bicos dos injectores, o que se traduz numa redução dos custos de manutenção, ainda sem quantificar.

-Aumento da produção de energia eléctrica e redução de custos: Todos estes dados que se foram apresentando, fazem com que a produção anual de energia aumente, ao não se ter que efectuar tantas paragens para manutenção, e que os custos em manutenção se reduzam, aumentando, portanto, a rentabilidade da Central de cogeração.

Dado que os resíduos MARPOL também contêm Vanádio e Sódio, também se reduzirão as corrosões a quente por vanadatos de sódio, juntamente com a redução de corrosões que se tem quando se utiliza fuelóleo tratado com o mesmo aditivo. Neste caso, ao serem testes de curto prazo realizados apenas para verificar as diferenças na acumulação de resíduos, não se mediu a redução de corrosões, que, sem dúvida, será evidente a médio e longo prazo.

Para obter mais informação sobre o tema, ver os seguintes documentos de rb bertomeu (clique no título seleccionado):

 

 

 

 

 

 

 

Pulse aqui para ver os boletins anteriores
Fabricante de aditivos para óleo combustível e óleo cru
(c) rb bertomeu, S.L. - Copyright